sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Especial 31 de Outubro.

Uma vez comprei um livro de contos de horror.  Viajei pelo sumário até que encontrei um que me atraiu.. Comecei a ler e depois de alguns minutos havia acabado. Fiquei pensativo. Confesso que até com medo. Naquela noite não usei travesseiro. Deitei sobre o meu próprio braço. Tive pesadesadelos e enfim acordei... a luz acessa tornava o quarto insuportavelmente quente, porém seguro. Foi o que eu pensei. No meu braço havia um inseto pequeno, porém que me deixou horrorizado, estava meio dormindo e a única coisa que consegui fazer foi jogar ele para longe com a outra mão livre. Meu coração ficou batendo forte. Não durou muito o sono me arrastou para mais pesadelos, ao menos estava livre do inseto... assim espero. 
Bom vocês devem estar curiosos quanto ao conto que me deixou assim. Trata se de ´´ O Travesseiro de penas´´ de Horacio  Quiroga.  Pode não ser assustador pra você, mas me deixou muito pertubardo... tanto que estou sem coragem para ler os outros contos, entretanto lerei pelo bem do blog. 

Travesseiro de penas


Sua lua-de-mel foi um longo arrepio. Loura, angelical e tímida, o temperamento rude de seu marido enregelou seus sonhos infantis de noiva. Amava-o muito, entretanto, às vezes com um leve estremecimento quando, voltando à noite juntos pela rua, lançava um olhar furtivo à alta estatura de Jordán, silencioso já há uma hora. Ele, por sua vez, a amava profundamente, sem revelar seu amor.

Durante três meses — casaram-se em abril — viveram uma felicidade toda especial. Ela sem dúvida desejaria menos rigidez naquele austero céu de amor, uma ternura mais atrevida e expansiva, mas o impassível semblante do marido sempre a continha.

A casa em que viviam influía um pouco em seus tremores. A brancura do pátio silencioso — frisos, colunas e estátuas de mármore — produzia uma outonal impressão de palácio encantado. Dentro, o brilho glacial do gesso, sem o mais leve arranhão nas altas paredes, acentuava aquela sensação de frio desagradável. Ao passar de um cômodo a outro, os passos ecoavam por toda a casa, como se um longo abandono tivesse acentuado sua ressonância.

Nesse espantoso ninho de amor, Alicia passou todo o outono. Entretanto, acabou por lançar um véu sobre seus antigos sonhos e vivia entorpecida na casa hostil, sem querer pensar em coisa alguma até que chegasse o marido.

Não era estranho que emagrecesse. Contraiu uma leve gripe que se arrastou insidiosa por dias e dias; Alicia não se recuperava. Finalmente, uma tarde pôde ir ao jardim apoiada no braço do marido. Olhava indiferente de um lado para outro. De repente, com profunda ternura, Jordán passou-lhe a mão na cabeça, e Alicia imediatamente começou a soluçar, envolvendo-lhe o pescoço com os braços. Chorou longamente todo o seu medo silencioso, redobrando o pranto à menor tentativa de carícia. Então os soluços foram rareando e ela ficou ainda por algum tempo escondida em seu colo, sem se mexer ou falar.

Foi esse o último dia que Alicia passou de pé. No dia seguinte amanheceu desfalecida. O médico de Jordán examinou-a com todo o cuidado, ordenando-lhe calma e descanso absolutos.

_ Não sei — disse a Jordán na porta da casa, com a voz ainda baixa. _ Ela sofre de uma grande debilidade que não consigo explicar, e sem vômitos, nada... Se amanhã acordar como hoje, me chame imediatamente.

No dia seguinte, Alicia continuava a piorar. Nova consulta. Constatou-se uma anemia de evolução agudíssima, completamente inexplicável. Alicia não sofreu outros desmaios, mas estava visivelmente a caminho da morte. Durante todo o dia o quarto esteve com as luzes acesas e em total silêncio. Passavam-se horas sem que se ouvisse qualquer ruído. Alicia dormitava. Jordán praticamente vivia na sala. também com todas as luzes acesas. Andava sem parar de um extremo a outro, com incansável obstinação. O tapete abafava seus passos. De vez em quando, entrava no quarto e continuava seu mudo vaivém ao lado da cama. olhando para a mulher sempre que caminhava na sua direção.

Logo Alicia começou a ter alucinações, confusas e nebulosas no início, e que logo desceram ao nível do chão. A jovem, olhos esbugalhados, só fazia olhar para o tapete dos dois lados da cabeceira da cama. Uma noite, parou de repente com o olhar fixo. Imediatamente abriu a boca para gritar e suas narinas e lábios se cobriram de suor.

_ Jordán! Jordán! — gritou, tensa de espanto, sem parar de olhar para o tapete. Jordán correu para o quarto e, ao vê-lo, Alicia deu um grito de horror.

_ Sou eu, Alicia, sou eu!

Alicia olhou-o aturdida, olhou para o tapete, olhou de novo para ele e, depois de um longo momento de perplexa comparação, acalmou-se. Sorriu e tomou entre as suas a mão do marido, acariciando-a tremendo.

Entre suas alucinações mais frequentes havia um macaco, apoiado no tapete sobre os dedos, que mantinha os olhos fixos nela.

Os médicos voltaram inutilmente. Ali estava, diante deles, uma vida que se acabava, definhando dia a dia, hora a hora, sem que se soubesse como.

Na última consulta, Alicia jazia em estupor enquanto eles lhe tomavam o pulso, passando uns aos outros o punho inerte. Observaram-na por muito tempo em silêncio e se dirigiram à sala de jantar.

_ Xi... — ergueu os ombros o médico, desanimado. É um caso sério... quase nada a fazer...

_ Era só o que me faltava! — grunhiu Jordán. E tamborilou bruscamente sobre a mesa.

Alicia foi se extinguindo em seu delírio de anemia, agravado à tarde, mas que sempre cedia nas primeiras horas. Durante o dia sua enfermidade não avançava, mas todas as manhãs amanhecia lívida, quase em síncope. Parecia que durante a noite se lhe esvaía a vida em novas ondas de sangue. Tinha sempre ao despertar a sensação de estar derrubada na cama com um milhão de quilos por cima. A partir do terceiro dia esse desmoronamento não mais a abandonou. Mal conseguia mover a cabeça. Não quis que tocassem na cama, nem que lhe arrumassem o travesseiro. Seus terrores crepusculares avançaram em forma de monstros que se arrastavam até a cama e subiam com dificuldade pela colcha.

Logo perdeu a razão. Nos dois dias finais delirou sem parar, a meia voz. As luzes continuavam funebremente acesas no quarto e na sala. No silêncio agonizante da casa, nada se ouvia além do delírio monótono que saía da cama e do ruído abafado dos eternos passos de Jordán.

Finalmente morreu. A criada, que entrou depois para desfazer a cama, já vazia, olhou surpresa para o travesseiro.

_ Senhor! — chamou Jordán em voz baixa. _ No travesseiro há manchas que parecem de sangue.
Jordán aproximou-se rapidamente e se inclinou por sua vez. De fato, sobre a fronha, em ambos os lados do buraco deixado pela cabeça de Alicia, viam-se manchinhas escuras.

_ Parecem picadas — murmurou a criada depois de um instante de imóvel observação.

_ Levante-o perto da luz — disse-lhe Jordán.

A criada levantou-o, mas logo o deixou cair e ficou olhando para aquilo, lívida e tremendo. Sem saber por quê, Jordán sentiu que seus pêlos se eriçavam.

_ O que há? — murmurou com voz rouca.

_ Está muito pesado — balbuciou a criada, sem parar de tremer. Jordán levantou-o; estava pesadíssimo. Saíram com ele e, sobre a mesa de jantar, Jordán cortou fronha e capa de um só golpe. As penas superiores voaram e a criada deu um grito de horror com a boca muito aberta, levando à cabeça as mãos crispadas: no fundo, entre as penas, movendo lentamente as patas peludas, havia um animal monstruoso, uma bola viva e viscosa. Estava tão inchado que mal se distinguia sua boca.

Noite após noite, desde que Alicia caíra de cama, aplicara secretamente sua boca, sua tromba, melhor dizendo — às têmporas da moça, chupando-lhe o sangue. A picada era quase imperceptível. A remoção diária do travesseiro sem dúvida impedira seu crescimento, mas desde que a jovem deixou de se mover, a sucção foi vertiginosa. Em cinco dias, em cinco noites, esvaziara Alicia.

Esses parasitas das aves, diminutos em seu habitat natural, chegam a adquirir, em determinadas condições, proporções enormes. O sangue humano lhes parece ser especialmente favorável, e não é raro encontrá-los em travesseiros de penas.


O que acharam?

Meu retorno + Taylor Swift Book Tag.




Hey... Sei que estou ausente do blog na verdade não sei bem o porquê. Já me organizei e estarei postando no minimo duas vezes por semana, estou cheeeeiiiio de ideias ( ps: tenho um pedido especial que irei realizar.. fique tranquila Lays!!).

Para o post de hoje eu trouxe um TAG - de vlogs... mas quero usar aqui- Taylor Swift Book Tag. Trata se de ligar livros à músicas da Taylor <3 <3 <3  
Já existe as ´´regras´´  por isso  resolvi pegar as descrições em um vlog que conheci recentemente- muito bom- e vou deixar o link no final do post. Fiz algumas alterações  pra encaixar melhor. Vamos lá:

1. We Are Never Ever Getting Back Together - escolha um livro ou série que você estava amando, mas que depois você decidiu que queria "terminar" com ela.





    Eu escolhi Olho por Olho das autoras Jenny Han e Siobhan Vivian. 
    Essas três garotas estão no colegial são de grupos diferente  e cada uma possui alguém de quem quer se vingar por um motivo pessoal. Então resolvem se unir e criando planos de vingança. 
 Eu estava realmente gostando e estava bem prazerosa a leitura... mas no final, acho que fugiram um pouco.   Eu pensei que seria mais realista focando em problemas comuns das garotas do colégio, mas não foi. Sei que para muitos foi o climax perfeito, entretanto pra mim não rolou. Parei no primeiro livro. Um dia talvez eu leia o resto. 






2. Red - escolha um livro com a capa vermelha.


  Tudo Sobre a MODA-
O título diz tudo sobre o livro. Eu comprei ele em uma viajem no fim de 2013. Ele é bem complexo, cheio de imagens coloridas, mas com muito textos também. Comprei como investimento pra faculdade que pretendo fazer. Moda. 











3. The Best Day - escolha um livro que faça você se sentir nostálgico.



Sussurro - Becca Fitzpatrick. Esse livro é simplesmente perfeito. Eu li ele no quando estava no 1º ano - início da vida de leitor - uma amiga  me emprestou, logo me apaixonei e não parava de comentar. Convenci outra amiga ler - terminou a saga antes de mim - E esse ano convenci outra amiga a ler. É o melhor da saga. 
Tratasse de uma garota chamada Nora, uma estudante que acaba tendo que fazer dupla com um garoto chamado Patch. Ele a provoca com palavras e atitudes, ainda é bem misterioso com algumas coisas. Ela não admite no inicio, mas acaba gostando dele.  Embarca nessa paixão cercada por perigos, pois alguém está tentando matar ela, mas não deixa provas o que a faz parecer louca.  LEIAM ESSE LIVRO! 




4. Love Story - escolha um livro com uma história de amor proibida.

Helena- Machado de Assis.

O livro traz a história de Helena, uma jovem que é reconhecida como filha do Conselheiro Vale, em um testamento. Assim passa a dividir uma casa com sua nova tia D. Úrsula  e seu irmão Estácio que está com o casamento basicamente arranjado. SPOILER: Não vou me prolongar muito porque farei resenha em breve. O romance proibido é o de Helena com seu irmão, eles não admitem e nem podem pelos laços que os unem.. ainda assim desenvolvem uma afeição muito forte um pelo outro.  ( Camila Freitas dedico a você ^__^ ) 







5. I Knew You Were Trouble - escolha um livro com um personagem mau, mas que apesar disso, você não conseguiu resistir e se apaixonou (ou gostou muito) dele.

Diários de Stefan.vol 1. Origens- 

  Pra quem não sabe, a série Diários de Vampiro conta a história de dois irmão, vampiros, que retornam a sua cidade após um longo período de tempo. Ambos acabam se apaixonando pela mesma garota que é a copia fiel da vampira por quem ambos se apaixonaram no passado. 
Este livro  traz essa parte da história. A origem. Os dois ainda humanos em um tempo antigo quando recebem uma hospede. Katherine Pierce. 
Ela é totalmente manipuladora, Egocêntrica. uma Va**a, mas eu a AMO. É uma das minhas protegidas. Ela usa os dois as vezes causando até intriga entre eles, por diversão ainda assim se diz apaixonada por um deles. 



6. Innocent (written b/c of Kanye West!) - escolha um livro que alguém estragou o final para você (spoiler!).




Divergente- Veronica Roth. 

 Não vou falar sobre o livro, porque ainda não li. 
Sobre o Spoiler: A culpa não é da pessoa. Foi em um vídeo. Ela avisou que haveria um. Eu pensei que não haveria problema, mas teve. Descobri o final da Saga, e não me agradou muito. Assisti o filme recentemente, é maravilho. Pretendo ler os livros em breve.






7. Everything Has Changed - escolha um livro em que o personagem se desenvolve/ evolui bastante.


Delírios de consumo de Becky Bloom- Sophie Kinsella. 

 Amo muuuuuiiiito essa personagem Becky.
Ela é compradora compulsiva e acaba se endividando de uma maneira que tem que se reeducar e aprender a não comprar sem necessidade. Ao longo do processo ela tem altos e baixos e nessa montanha russa a vemos se desenvolver e finalmente evoluir. Vale muita a pena ler e ver o filme ( são um pouco diferentes). 
 Se eu não me engano são seis livros da série Becky Bloom. Só li o primeiro. Ainda. 








8. Forever and Always - esolha o seu casal literário favorito.


Meu casal literário favorito é Qhuinn e Blay da série: irmandade da adaga negra da J.R Ward. Principalmente no Amante Finalmente, onde ganham foco.
Eles estão separados e cada um com seus próprios relacionamentos, ainda assim se gostam e estão dispostos a enfrentar algumas barreiras que encontram no caminho para ficar juntos. São muito amáveis e picantes - possuem cenas proibidas para menores de 18.

9. Come Back, Be Here - escolha um livro que você não gosta de emprestar por medo de nunca mais voltar.




    Guia ilustrado de Game of Thrones. Já falei dele aqui no blog... Simplesmente perfeito. Não tenho motivos para emprestar. E foi caro!
O livro traz informações sobre a série como bastidores, entrevistas com os atores, produtores e até mesmo com o autor dos livros. Resumindo: Não empresto!











10. Shake It Off - escolha um livro que você ama muito e não está nem aí para os haters.


Me odeie! Mas eu amo essa saga. Esse foi meu primeiro livro dia 13 comemorarei 2 anos de leitor o/ .Trarei a resenha dele. Não tenho muito o que dizer, pois todos conhecem a história. Amanhecer é o livro que eu mais gosto da saga.. e é isso não estou nem ai para os haters. -xoxo







Confiram o vlog, eu gostei :