domingo, 22 de novembro de 2015

Lidando com o Fim de Hunger Games

Hey . Primeiramente deixo claro que isso não é uma resenha e que contém sérios spoilers!


Ontem (20/11) eu finalmente assisti A Esperança pt 2 e ainda não caiu a ficha de que acabou. Cheguei em casa meia noite e hoje acordei às seis horas então não tive tempo de assimilar muitas coisas e por isso estou com medo de começar a escrever sobre.


 Como estávamos em público e  não gosto que me vejam chorando - e quem gosta? -  fui bem forte, e guardei tudo lá dentro, mas houveram momentos em que isso não foi possível. Nada escandaloso  relaxem!


Eu já havia lido os livros ano passado então sabia o que me aguardava. O filme  foi muito fiel. Não posso reclamar, contudo uma voz interior insistia que o Finnick viveria. Quando eles entraram no esgoto eu mudei de posição na cadeira, meu coração acelerou. Respirava mais fundo e então aconteceu. Meus olhos encheram de lagrimas. Tanta gente poderia ter morrido. Por que  o meu Finnick???? e Daquela forma! O mais triste da morte dele é que ele havia acabado de se casar e sua esposa no final tem um filho que ele nunca conhecerá. Absolutamente desnecessária essa morte :(  


Na verdade as mortes foram muito rápidas e sem as devidas despedidas, mas houveram consequências. A ordem cronológica continua e dessa vez quem morre é a Prim.  Quando A Katniss retorna ao distrito 12 encontra o Buttercup - o gato. Ela tenta mandá-lo embora. Grita que sua irmã morreu. Ataca coisas nele e ele permanece. Enquanto ela chora Buttercup começa a miar ela o pega no colo e abraça. É realmente muito forte. Nos livros foi a cena que mais me devastou. 


O Epílogo também foi muito tocante e houve aquela preocupação com as falas para ficarem fieis ao livro. Ver tudo aquilo que eu imaginei no passado ganhando forma na tela não tem preço. Não para mim. O filme me agradou muito e eu estava muito bem acompanhado. Por conta do serviço/ faculdade não pude ir na pré estreia como no ano passado, mas ainda assim foi perfeito.


Minha relação com a Trilogia vem desde 2012 quando lançou o primeiro. Até hoje eu não compreendo muito bem como deu certo, pois não é exatamente o meu tipo de filme, porém me fascinou tanto e me marcou de uma forma que foi impossível não me apaixonar perdidamente pela história.



 Eu me apeguei aos personagens principalmente ao Finnick, Haymtich, Gale, Peeta, Effie, Katnis, Rue, Johanna vish tantos outros... A  trilha sonora com aquelas músicas que me dão arrepio e que me lembram das noites em claro ouvindo-as no fone sem parar. Das amizades que giraram em torno de discussões sobre o livro/filme. Saber que ano que vem não haverá outro filme parte o meu coração. Sei que posso reassistir e reler os livros, mas será diferente agora. Serão lembranças de algo que já aconteceu.  Não terei como impedir as mortes nem mesmo se colocar o livro no congelador. 


Os quatro filmes foram maravilhosos, mas preciso dizer que tanto no cinema quanto nos livros meu favorito é Em Chamas, por inúmeros motivos que eu passaria a noite toda listando, mas como ainda citarei algumas músicas e o post já está enooorme...



Como eu disse houveram algumas músicas  muitos importantes para mim. Algumas delas: 


* Taylor representando o fantasma da Prim retornando ao seu distrito anos depois. 














Antes de finalizar quero expressar também uma opinião. Acho desnecessário o fato da Katniss culpar o Gale pela morte da Prim. Acredito que isso só aconteceu para justificar a escolha dela entre os dois. Ela já tinha motivos suficientes para escolher o Peeta. Por conta disso o pobre Gale não foi para o livrinho, mesmo tendo feito tanto por ela. - #CamilaFreitas#me#entende. 

É isso espero que tenham gostado. Conte-me nos comentários o que acharam do filme! Ah e pode ter certeza de que essa não é a ultima aparição de Hunger Games aqui no Blog. Tenho novidades em mente. Aguardem!



Bjos e até Breve o/

Nenhum comentário:

Postar um comentário