sábado, 14 de novembro de 2015

Aquela Sexta Feira 13


É muito curioso como tudo pode simplesmente mudar de uma hora para outra, mas nessa altura eu já deveria estar acostumado com um final repentino. Eu estava de guarda baixa. Era apenas mais uma sexta feira. Quando fui chamado até uma sala pequena para assinar os papeis do meu desligamento da empresa. Simples assim. Pegar minhas coisas e deixar o prédio. Deixando para trás agendamentos que nunca serão realizados e um sorriso triste que jamais será apagado de minha mente. 





E quando minha amiga mais próxima perguntou se era brincadeira como eu sempre faço infelizmente eu não podia confirmar, pois era verdade. Naquele momento eu criei uma um escudo. Sufocando qualquer sentimento dentro de mim.


Aquele foi o caminho mais longo para casa, mas quando cheguei e tomei banho pude me refugiar no íntimo do meu quarto e assim podendo retirar toda aquela barreira e por um instante me permitir ser vulnerável.


Claro que não chorei exatamente pelo desligamento, mas sim pelo o que ele causaria em minha vida. Uma quebra de rotina que literalmente já havia conquistado meu coração. Os amigos que não verei durante o dia. As piadas particulares que já eram clássicas por serem repetidas diariamente e principalmente a paixão platônica da vez. Oh se eu soubesse que acabaria tão rápido quanto começou. Não teria passado os últimos dias ignorando e fingindo que não via para que assim talvez conseguisse uma atenção automática como me recomendaram.

 Se bem que não posso reclamar. Uma segunda chance foi me dada, afinal sempre há um sábado 14 depois de uma sexta feira 13. E dessa vez pude apreciar mais uma vez o quanto sou querido para muitos e o quanto eles são para mim. Sobre a minha paixão... bem pude observar de uma distancia segura os mínimos detalhes que tentarei jamais esquecer. Cada gesto com a mão. Sorriso e a maneira como entorta o pé quando está sentado, pois é da mesma forma que eu faço. Ah e consegui uma devida despedida com direito a foto e abraço que por motivos de privacidade não irei divulgar. Ficará eternamente no meu país das maravilhas. Agora está na hora de voltar ao mundo real.


Esses três meses foram muito importantes para mim. Um aprendizado não tem preço. Acredito que valores foram somados ao meu caráter. 

Deus sabe o que faz. Tenho certeza que novas aventuras estão por vir e essas amizades irão se preservar. Eu tenho certeza de que ao menos uma irá durar por anos e anos! Te amo Amiga/conselheira amorosa/ irmã <3 

Nenhum comentário:

Postar um comentário