domingo, 12 de julho de 2015

Resenha Mangá: Blood Honey





Hey o/ Como vocês estão?! Hoje estou aqui para fazer resenha desse mangá. Eu o comprei já tem um tempo. Creio que tenha sido em 2014. Aproveitei a maratona e o coloquei no meio da lista. Eu li e acabou que gostei mais do que esperava.



Apesar de ter um foco central o mangá trás três ou quatro história que estão ligadas. A primeira gira em torno de Yuki Akabane um vampiro que trabalha em um centro de coletas de sangue. Os pacientes o adoram pois com ele não há dor durante o processo. E existe um paciente que é viciado em doar sangue (no decorrer entendemos o motivo) chamado Osamu Mayuzumi. A vida de Akabane muda completamente depois de provar o sangue desse paciente. É simplesmente o melhor sangue que ele já provou e eles passam a ter uma relação cômica e fofa sem de fato ser uma relação: Um precisa tirar o sangue e o outro precisa do sangue, mas com o tempo eles percebem que tem algo a mais mesmo eles não querendo admitir. O vampiro despreza muito o pobre professor. 



No decorrer da história durante a ausência de Yuki temos um dos alunos de Osamu tentando dar em cima do professor. Nessa parte temos um pitada um pouco mais erótica. Mayuzumi fica um tanto confuso ele não quer aceitar, pois ele está apaixonado pelo enfermeiro, mas o aluno é tão parecido com o vampiro e tão disponível diferente do outro. Acaba que o desfecho dessa história é bem divertida e inesperada. 


O personagem introduzido anteriormente se chama Kiri Kurosu sobrinho e também vampiro de Yuki Akabane. Está acostumado a ser mimado. Os garotos de sua escola são como escravos e fazem tudo o que ele pede ( depois ele descobrirá o verdadeiro motivo).  
Uma vez que o relacionamento entre o enfermeiro e o professor estão estabilizados o divertimento de Kiri é atrapalhar o casal a todo momento. E para ter paz Yuki manda o sobrinho para um treinamento espiritual no templo com o monge chamado Tarou Yamada. O monge com seu jeito simples faz da vida de Kiri um verdadeiro pesadelo, mas nem tudo está perdido, pois no decorrer temos algumas revelações e até o inicio de uma nova história de amor. 



Antes de se tornar um monge Yamada era um jovem sem rumo. Que vivia tendo relações com todo tipo de mulher. Não tinha uma perspectiva de vida e Osamu, que na época era o monitor tentava mudar isso. Eles até fizeram um trato. Se Osamu vencesse três vezes seguidas na luta, Yamada tomaria um rumo na vida, porém as lutas não estavam levando a lugar nenhum e então surge uma proposta indecente para que tudo se resolva. Será que o monitor politicamente correto aceitaria?


Bom gente eu particularmente gostei da história e dos personagens. Em alguns momentos eu achei o diálogo um tanto pobre e forçado. Os traços são lindos e fiquei satisfeito com o final. É volume único e não recomendável para menores de 18 ( teve nudez). Bom espero que vocês tenham gostado. É isso.  


Bjos e até breve o/


Nenhum comentário:

Postar um comentário